29/12/10

ctualidade "boática" de 29 Dezembro

A actualidade "boática" do nosso clube, numa pequena pesquisa que fiz nos pasquins nacionais, dizem algumas coisas interessantes.
Em relação a saídas fala-se na de Castro para o Gijon, Ukra emprestado ao Portimonense, Acedémica ou Braga e Rodriguez vendido.
Realça-se a falada contratação de Roberto Canella, um lateral esquerdo do Gijon (só se for para lavar botas).
Em termos de renovações, a SAD deve ter em cima da mesa os processos de Fucile (provavelmente até 2014), Sapunaru, Belluschi e Mariano.
Como vêem muita bilhardice anda pelos pasquins...



Varela e Fernando à vista

Varela e Fernando estiveram à vista nos minutos iniciais do treino realizado esta manhã pelo plantel do FC Porto, embora os dois jogadores não tenham integrado a sessão de trabalho juntamente com os restantes companheiros.
Extremo e médio ainda estão condicionados e não deverão defrontar o Nacional, para a Taça da Liga, no próximo domingo.
Quanto a Beto, Cristian Rodríguez e Falcão ficaram ao cuidado do gabinete clínico. James Rodríguez também não esteve no relvado devido a síndrome gripal.
Para colmatar a ausência de tanta gente, André Villas-Boas chamou três jogadores da equipa de Sub-19: o guarda-redes Maia, o defesa Christian e o avançado Pipo.
Refira-se que os dragões agendaram para sábado, dia de Ano Novo, um treino à porta aberta no Estádio do Dragão, às 15 horas.


André Villas-Boas: A renovação anunciada


Depois de ter levantado o véu sobre a renovação de contrato de André Villas-Boas na extensa entrevista que concedeu a O JOGO no Natal - "Vai ficar mais de dois anos", foi a manchete -, Pinto da Costa passou das palavras aos actos. Ontem, às 19h00, com o Auditório José Maria Pedroto cheio, o presidente do FC Porto e o mais jovem treinador da Liga precisaram apenas de uma mão-cheia de minutos para colocar seis assinaturas (três de cada) num contrato que prevê uma ligação entre as partes até ao dia 30 de Junho de 2013.
Válido por duas temporadas, o primeiro contrato com o FC Porto foi assinado por André Villas-Boas no dia 2 de Junho. Sete meses depois, com a liderança na Liga e um currículo impressionante de resultados, com 26 vitórias e três empates, Pinto da Costa entendeu ser este o momento para estender a ligação por mais uma época. Os adjuntos Vítor Pereira, Pedro Emanuel e José Mário Rocha, que também tinham assinado por duas épocas em Junho, prolongaram igualmente o contrato por mais 12 meses. O caso do holandês Wil Coort é ligeiramente diferente. Terminava contrato no final desta época, mas agora assinou até 2013. Toda a equipa técnica, bem como a estrutura do departamento de futebol, esteve presente no acto, que terminou em gargalhada. Pinto da Costa pegou na última frase do treinador e deu mais uma bicada: "O nosso compromisso com a vitória tem de ser cada vez maior, agora que a outra Vitória [águia do Benfica] se foi."

Ganhamos quando estamos unidos (André Villas-Boas, treinador do FC Porto)
É um privilégio meu e da minha equipa técnica renovar o contrato num dia tão especial para o presidente do FC Porto. Estamos a meio de um percurso que é longo e queremos triunfar a todos os níveis. Liderar um grupo de jogadores com esta qualidade, bem como todas as pessoas que compõem a estrutura, é um grande privilégio e uma honra. Espero aproveitá-la para conseguirmos títulos para o clube. Ganhamos quando estamos unidos e acredito no nosso compromisso com a vitória seguindo passo a passo.

Voto de confiança é renovar o contrato (Pinto da Costa, presidente do FC Porto)
Quando no começo da época apresentámos André Villas-Boas, não foi um acto de coragem, de arrojo ou de atrevimento. Conheço-o desde os 15 anos e já não é uma esperança; é uma certeza. Sabia que ele ia ter sucesso. Muitos previram que não ia acabar a época e, se calhar isso, pode acontecer na casa deles. Vejo acontecer noutros clubes o que não acontece no nosso, ou seja, derrotas. Vejo votos de confiança a quem tem contrato e não percebo; esses votos só têm significado quando não existe confiança ou precisam de enganar o povo. Só existe uma maneira de dar um voto de confiança, que é renovar o contrato. Isso é uma prova cabal de confiança. Espero que esta seja apenas uma de muitas renovações.


Fonte: Jornal O Jogo

28/12/10

FC Porto anuncia renovação com Villas-Boas

O F. C. Porto anunicou hoje, terça-feira, a renovação de contrato com o treinador André Villas-Boas por mais uma época. Através de comunicado enviado à Comissão de Mercados de Valores Mobilibilários, a SAD portista confirma o prolongamento do vínculo com o treinador até 30 de Junho de 2013.
Os bons resultados da equipa de futebol na primeira metade da época de 2010/2011 (ainda não sofreu qualquer derrota) levaram a SAD do F. C. Porto a propor a André Villas-Boas mais um ano de contrato.
O treinador, de 33 anos, tinha vínculo com o clube até ao final da época de 2011/2012 e assim alarga o contrato por mais uma época. Às 19 horas, o presidente Pinto da Costa, em dia do 73.º aniversário, comunicou a renovação: "É uma prova cabal de confiança".
André Villas-Boas agradeceu. "É um privilégio renovar e ainda para mais num dia especial do nosso presidente. Estamos a meio de um longo percurso e vamos triunfar a todos os níveis".

Parabéns Sr Presidente


Dragão Madeirense aproveita a ocasião para desejar os parabéns e muitas felicidades ao nosso Presidente Pinto da Costa. O Jornal O Jogo realizou uma entrevista em exclusivo, aqui fica o link: http://www.ojogo.pt/26-362/artigo903424.asp

15/11/10

Ganhar era decisivo para consolidar a vantagem

Nem exibição, nem desfecho desagradaram a André Villas-Boas, que sublinhou a importância da vitória sobre o Portimonense aos primeiros instantes da conferência de imprensa. A vantagem sobre o segundo classificado foi preservada. Com dois golos que parecem poucos, depois da goleada ao Benfica. E ainda advertiu que mais dificuldades estão no caminho do Dragão.

Vitória decisiva
Era decisivo ganhar hoje, porque tínhamos feito uma excelente exibição contra o Benfica e era importante consolidar a vantagem conquistada. Mas os jogos não vão terminar todos com vitórias por 5-0 e é notório que as equipas que nos defrontam se apresentam sempre com a motivação extra de derrotar o líder.

Sem descomprimir
Não se sentiu descompressão do FC Porto, mas as dificuldades impostas pelo Portimonense, que precisa de pontuar. Discordo, em absoluto, da ideia de que tenhamos relaxado. Foi um jogo difícil e o que se passou hoje poderá voltar a acontecer. 

Preservar a vantagem
Temos um objectivo em mente: faltam-nos dois jogos fora e um em casa até ao final do ano e preservar esta vantagem dar-nos-á um certo conforto para o que restar do campeonato.

Deslocação difícil
O jogo da Taça de Portugal leva-nos a Moreira de Cónegos, que, ao contrário da ideia generalizada, é uma deslocação complicada. O Moreirense não tem ganho e derrotar este FC Porto, no ambiente de um estádio lotado, será uma grande motivação.

Os juros de Walter
O Walter tem rendido sempre que tem jogado. É possante, não tem a mobilidade do Falcão, mas faz coisas como o golo que apontou, que resultou de uma tabela com o Rúben Micael. Permite-nos marcar e ganhar posição no último terço do terreno.

O primeiro de Walter e o 11.º de Hulk







O FC Porto bateu este domingo o Portimonense, por 2-0, num encontro em que Walter se estreou a marcar na Liga, com um tento de belo efeito, e em que Hulk se distanciou como melhor marcador da prova, com 11 tentos. Os Dragões continuam com 10 pontos de avanço na frente do campeonato.
O Portimonense apresentou-se no Dragão com uma estratégia de contenção: alinhando sem ponta-de-lança, juntou as suas linhas, reforçou marcações individuais e apostou no contra-ataque. Cabia ao FC Porto tomar conta do encontro e imprimir um ritmo elevado.
Walter, sempre muito activo, foi o primeiro a mostrar vontade de alvejar a baliza contrário, mas seria Belluschi, aos 19 minutos, a criar a melhor oportunidade de golo da fase inicial da partida. O remate saiu em jeito de «folha seca» e centímetros ao lado do poste esquerdo da baliza algarvia. Três minutos depois, em dois pontapés de canto consecutivos, o tento inaugural esteve de novo próximo – no segundo desses lances, foi Ricardo Pessoa a salvar, sobre a linha de baliza.
Cheirava a golo e ele acabaria mesmo por aparecer, aos 29 minutos: Ruben Micael combinou com Walter e o brasileiro desferiu um pontapé colocado, em arco, que passou sobre a cabeça de Ventura. Até ao intervalo, destaque ainda para uma defesa incompleta do guardião forasteiro a um livre de Hulk, a uns bons 30 metros da baliza.
O Portimonense foi, em boa verdade, um adversário bravo, que discutiu sempre o resultado, ao contrário de tantas equipas que visitam o Dragão e o abandonam acabrunhadas. O 1-0 não dava descanso aos Dragões, que voltaram a ver Ricardo Pessoa, aos 57 minutos, evitar «in extremis» um tento de Otamendi, tal e qual como na primeira parte.
Num momento em que o FC Porto dominava completamente a partida, trocando a bola no meio campo adversário, Rodríguez foi carregado por Di Fábio em plena grande área do Portimonense. Em cima dos 90 minutos, Hulk converteu com tranquilidade o castigo máximo, continuando a incrível série de remates imparáveis.

FC Porto-Portimonense, 2-0
Liga 2010/11, 11.ª jornada
14 de Novembro de 2010
Estádio do Dragão, no Porto
Assistência: 40.418 espectadores

Árbitro: João Capela (AF Lisboa)
Assistentes: Tiago Rocha e Paulo Soares
Quarto árbitro: Paulo Rodrigues

FC PORTO: Helton «cap»; Fucile, Rolando, Otamendi e Alvaro Pereira; Guarín, Belluschi e Ruben Micael; Hulk, Walter e Varela
Substituições: Varela por Cristian Rodríguez (38m), Walter por Ukra (67m) e Ruben Micael por Castro (75m)
Não utilizados: Beto, Maicon, Rafa e Castro
Treinador: André Villas-Boas

PORTIMONENSE: Ventura; Ricardo Pessoa «cap.», André Pinto, Di Fábio e Nilson; Pedro Silva, Soares e Jumisse; Ivanildo, Renatinho e Candeias
Substituições: Soares por Calvin Kadi (38m), Pedro Silva por Elias (69m) e Renatinho por Pelembe (75m)
Não utilizados: Ivo, Lito, Pedro Moreira e Rúben Fernandes
Treinador: Litos

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Walter (29m) e Hulk (90m, g.p.)
Disciplina: cartão amarelo para Soares (6m), Álvaro Pereira (63m), Pedro Silva (67m), Jumisse (76m), Pelembe (84m) e Elias (86m)

Fotos: http://www.fcporto.pt/AdeptosFanzone/GaleriasFotos/Jogos/gal_fcp_portimonense_141110.asp

Videos: http://www.fcporto.pt/Videos/Futebol/liga_portuguesa.asp

13/11/10

"Conferência sobre mérito, parte I da longa sequela" Crónica O Jogo de Alcides Freire

Podendo parecer contraditório André Villas-Boas tem medo dos elogios e lamenta a falta deles. Estranho? Nem por isso, por um lado fala para dentro, por outro discursa para fora, ao mesmo tempo que reclama pelo mérito que, garante, tem sido tirado ao FC Porto. Neste último ponto, mérito de comunicador, consegue chegar aos dois destinatários. Ou seja, olha desconfiado para a desistência do Benfica na luta pelo título e para o pré-anúncio de campeão após 10 jornadas - convicção geral depois do 5-0 -, franzindo também o olho à falta de frases que juntem mérito, FC Porto, 5-0 e Benfica.
Mas, bem visto, é bom que se habitue ou vai gastar mais conferências de Imprensa a reclamar pelo mérito. Esta semana foi exemplar nesse aspecto: até um pé de Jorge Jesus puseram fora do Benfica, Ramires e Dí Maria foram considerados os piores em campo no Estádio do Dragão e só foi o Benfica que perdeu, nunca o FC Porto que ganhou.

Maicon ok, Otamendi titular

Apesar das ausências já confirmadas de Fernando (lesionado) e João Moutinho (castigado), André Villas-Boas deverá oferecer a titularidade a Otamendi na partida de amanhã frente ao Portimomense, alternando também a habitual formação da defesa. Este previsível regresso do argentino ao onze inicial deixará Maicon no banco de suplentes, isto apesar do defesa brasileiro ter sido dado como apto pelo próprio treinador. "Treinou a cem por cento e está disponível para a convocatória", referiu Villas-Boas. Curiosamente, ou talvez não, Otamendi pode voltar à equipa em vésperas de regressar à selecção argentina, à qual não era chamado desde o Mundial'2010, no qual jogou como lateral-direiro.

Fonte: O Jogo

10/11/10

Regresso ao trabalho com duas ausências

Cumpridos os dois dias de folga que se seguiram à goleada no clássico, o FC Porto regressou, esta quarta-feira, ao trabalho, no Olival. A sessão ficou marcada pelas ausências de Falcao (com uma contusão na coxa esquerda) e Fernando, que se limitaram a fazer treino condicionado e de ginásio. André Villas-Boas orienta novo ensaio para o encontro da 11.ª jornada da Liga amanhã, no mesmo local e à mesma hora (10h30 – aberto 15 minutos à comunicação social) de hoje.
Mais cedo, às 10h15, tem lugar a superflash de antevisão da partida frente ao Portimonense, agendada para o próximo domingo, às 20h15, no Estádio do Dragão
.

"Confiança ilimitada" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Agora que, um pouco por toda a Europa, aparecem artigos a reclamar a descoberta de um novo Mourinho exactamente nas mesmas coordenadas onde, pela primeira vez, se percebeu o génio do Special One, convém dizer que nem toda a gente ficou surpreendida com o sucesso de André Villas-Boas no FC Porto. O Manuel Casaca, companheiro do lado aqui na redacção e amigo pessoal do treinador do FC Porto disse-me, no primeiro dia em que falámos sobre a possibilidade de Villas-Boas suceder a Jesualdo Ferreira, que ele seria campeão no primeiro ano. Disse-o convictamente e sem ironia, o que nem sempre é fácil de descodificar no Casaca. Mas não foi ele o único a pôr a mão no fogo pelo treinador portista, mesmo antes de ele ter passado por todos os testes que esta temporada lhe colocou pela frente. Os responsáveis do FC Porto demonstraram uma confiança semelhante. Foi por isso que lhe ofereceram um contrato de dois anos. Por acreditarem que não era a aposta de risco de que muitos falavam, por saberem que era capaz de recuperar o título já este ano, mas também por lhe reconhecerem a capacidade para liderar um projecto com futuro.

09/11/10

Hulk e companhia deram volta ao mundo

Os jornais económicos, ontem, sublinhavam que as acções do FC Porto dispararam 4 por cento depois da vitória. No rescaldo puramente desportivo, Hulk destacava-se no Brasil. O jornal "Globo", aliás, tem uma campanha em que oferece umas chuteiras do portista que tem "destruído as zagas da Europa" e o "Lance" escolheu-o como brasileiro que mais se destacou na Europa este fim-de-semana, à frente de Pato. Em Itália, a "Gazzetta" apontou Hulk como o jogador mais em forma dos campeonatos europeus.

globoesporte.com
David Luiz não pára Hulk; Porto humilha Benfica e abre 10 pontos. Improvisado como lateral, David sofreu com Hulk 

LANCE!"NET
A torcida do Porto deixou o Dragão em êxtase. O clube atropelou o maior rival 

elespectador.com
Falcao marcou o melhor golo latino das ligas europeias com um 'taconazo' que bateu o guarda-redes do Benfica 

eltiempo,com
O trio atacante do Porto, formado por Falcao, Hulk e Varela, mais o inspirado Belluschi, tornaram amarga a noite da equipa encarnada, uma sombra do que foi na época passada 

MARCA.COM
Humilhante golpe de autoridade do FC Porto (...) conjunto muito trabalhado, sólido na defesa e venenoso no ataque 

laGazzettadello Sport
É o jogador mais em forma. O bom Hulk é sempre incrível. Com 10 golos em 10 jogos, ele é o líder de um FC Porto embalado 

sport.es 
Taconazo' impossível de Falcao. Com um remate acrobático e pouco ortodoxo, Falcao marcou o segundo de uma mão-cheia de golos dos dragões ao Benfica 

mundodesportivo.es 
O líder FC Porto deu uma humilhante 'mãozinha' ao Benfica 

francefootball 
Dominador, o FC Porto esmagou em casa o grande rival Benfica, que não conseguiu fazer frente a Hulk e companhia

"Calvário" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Estive para aqui às voltas com a minha consciência, a tentar resistir à tentação da metáfora fácil, mas a verdade é que sou um fraco. Ora, depois de ter sido anunciado aos sete ventos como o messias, depois de ter arrastado atrás de si multidões de fiéis para ouvir os seus sermões, depois de ter sido chamado mestre e mesmo depois de ter conseguido literalmente ressuscitar um morto, Jesus parece condenado à crucificação. Foi entregue nas manchetes dos jornais de ontem por alguns dos que se diziam seus apóstolos e há-de servir mais adiante para expiar os pecados cometidos por outros, mas provavelmente ainda tem uma longa via sacra para cumprir. Com dez pontos de desvantagem para o FC Porto de André Villas-Boas à 10ª jornada, com uma goleada que há-de ecoar pelos próximos anos às costas e sem perspectivas de operar um milagre que negue a evidência da superioridade do principal rival, Jesus só pode desejar que o calvário termine depressa. Entretanto, na sombra, não há-de faltar por aí quem lave as mãos.

25/10/10

Antevisão do FC Porto - Uniao de Leiria

Os regressos de James e Souza são as principais novidades da convocatória do FC Porto para o encontro da oitava jornada da Liga. A equipa de André Villas-Boas recebe a União de Leiria já esta segunda-feira, às 20h15, no Estádio do Dragão. 

Equipa provável: Helton, Fucile, Maicon, Rolando, Alvaro, Fernando, Belluschi, João Moutinho, Hulk, Varela e Falcao

Suplentes: Beto, Walter, James, Souza, , Rúben Micael, Cristian Rodríguez e Otamendi

Conferência de Imprensa:

FC Porto defronta Moreirense na Taça de Portugal

O FC Porto, detentor da Taça de Portugal, vai deslocar-se ao terreno do Moreirense, da Liga de Honra, em encontro da quarta eliminatória da prova. O jogo está marcado para o fim-de-semana de 20 e 21 de Novembro.
O Moreirense, terceiro classificado da Liga de Honra, chegou a esta eliminatória depois de ultrapassar Paredes (em casa) e Operário (fora), por 3-0 e 2-0, respectivamente.
«Esperamos que os nossos adeptos compareçam em força e encham o estádio para nos apoiar e fazer deste jogo da Taça de Portugal uma festa do futebol», afirmou Fernando Gomes, representante do FC Porto no sorteio, que se realizou esta segunda-feira de manhã.

19/10/10

A Vitória que se cuide...

Deixaram a sombra dos túneis e começaram a atacar às claras! Já sabíamos que os stewards do Estádio da Luz gostam de protagonismo e têm tendência para o exorbitar de competências, mas agora está à vista de todos. «Bernabé agredido por steward», relata A Bola, na edição de domingo. Quem se seguirá nesta cruzada? A Vitória que se cuide...
Mas o que mais diverte o Labaredas é a narrativa do jornal arregimentado. Pode ler-se que Bernabé, o tratador da águia, pediu para «identificar quatro stewards, dois deles supervisores». Supervisores estão a ver? Não faz lembrar qualquer coisa? E prossegue o diário dirigido por quem participa em deliberações dos órgãos sociais do Benfica: «Até à hora do fecho da edição não foi possível ter uma reacção da Prosegur». Como?!? Não faltará recolher outra opinião? Tipo a do organizador do evento? Olho aberto, Vitória...

Fonte: Site Oficial

18/10/10

Castro sofre traumatismo na cabeça no Olival

André Villas Boas tem o quadro clínico do plantel do FC Porto praticamente limpo, apesar de Castro ter sofrido, esta segunda-feira, um traumatismo na região frontal da cabeça, segundo informa o site oficial dos "dragões".
No penúltimo treino em solo português antes da partida para Istambul, onde quinta-feira defronta o Besiktas, o médio internacional português "Esperanças" sofreu uma mazela da qual resultou uma ferida corto-contusa, suturada com sete pontos.
De resto, todos os jogadores do plantel "azul-e-branco" estão à disposição do técnico, que orienta o último apronto antes da partida para a capital turca na manhã de terça-feira, a partir das 10h.
A partida para Istambul está marcada para as 14h. O encontro com o Besiktas é quinta-feira, a contar para a 3ª Jornada do Grupo L da Liga Europa.


Fonte: Rádio Renascença

15/10/10

FC Porto encaixa 8,8 milhões de euros

O F.C. Porto anunciou hoje, sexta-feira, ter encaixado 8,8 milhões de euros com as cedências parciais dos passes dos jogadores João Moutinho, James Rodriguez e Walter.
Por 37,5 por cento do passe de João Moutinho, vendidos à empresa Mamers B.V., os dragões receberam 4,125 milhões de euros; por 35 por cento do passe do colombiano James Rodriguez, cedidos à empresa Gol Football Luxembourg, 2,55 milhões de euros; e por 25 por cento do passe do brasileiro Walter, comprados pela empresa Pearl Design Holding Ltd, 2,125 milhões e euros, totalizando 8,8 milhões de euros.
Estas "associações económicas", como refere o comunicado do F.C. Porto enviado à CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários), permitem o financiamento da SAD portista, que investiu mais de 20 milhões de euros no mercado de transferências no último verão.

14/10/10

Preparação para a Taça de Pportugal

O FC Porto conclui, esta sexta-feira, a preparação do encontro da terceira eliminatória da Taça de Portugal. Os azuis e brancos treinam no Olival, às 10h30, à porta fechada.
Entretanto, André Villas-Boas orientou, esta quinta-feira, mais um ensaio, no mesmo local designado para amanhã. O treinador chamou três atletas da Formação, nomeadamente o guarda-redes Kadú, dos sub-17, e o central Hugo e o lateral-esquerdo Romário, dos sub-19.
Destaque ainda para os regressos dos internacionais uruguaios Fucile, Alvaro e Cristian Rodríguez, que treinam ainda hoje, da parte da tarde, e para a reintegração do guardião Kieszek, que já trabalhou sem limitações.
O FC Porto recebe o Limianos no próximo sábado, às 19h00, no Estádio do Dragão.

Fonte: Site Oficial

"Um jogador maduro" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Não foi só o FC Porto que ganhou muito com João Moutinho, como Tomás Costa diz ao OJogo. Aliás, antes de mais, convém sublinhar que é preciso uma considerável grandeza de carácter para admitir, como Tomy faz, que a equipa ganhou muito com a chegada do jogador que lhe ficou com o lugar no plantel. Por outro lado, as palavras de Tomás Costa só podem verdadeiramente surpreender quem não o conheceu ou nunca teve a oportunidade de conversar com ele sobre futebol. 
Esclarecido esse momentoso detalhe, é forçoso sublinhar que não foi só o FC Porto que ganhou muito com João Moutinho. João Moutinho também ganhou bastante com o FC Porto. Ganhou, por exemplo, a titularidade na Selecção Nacional e, com isso, ganhou Paulo Bento e todos nós que torcemos por Portugal. João Moutinho é o tipo de jogador que acrescenta. Acrescenta rigor, disciplina táctica, visão, capacidade de luta, entrega, trabalho e maturidade. E qualquer equipa ganha muito com um jogador assim. Mesmo que algumas sejam incapazes de perceber a diferença entre um jogador maduro e um jogador "fora do prazo" e acabe por preferi-los... verdes.

13/10/10

"Sanções e Dalilas" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Se há uma coisa que ninguém pode negar é o carácter vanguardista do nosso futebol. Só este ano, já tivemos uma selecção nacional a jogar em piloto automático, uma bola cor-de-laranja que não se conseguia ver e um responsável pela arbitragem que avalia os árbitros em público, usando imagens televisivas para analisar questões técnicas - o que por sinal é interdito pela FIFA, que só admite o uso de vídeo para avaliar questões de natureza disciplinar. Agora, temos um inédito convite para que os adeptos não vão aos estádios. Um dia destes, há-de haver quem lamente a falta de público nos recintos desportivos, reclamando a tomada urgente de medidas e organizando debates públicos sobre o tema, mas hoje não é esse dia. Hoje, pelos vistos, justifica-se a vanguardista - e hilariante - aplicação de "sanções económicas" que metam os clubes pequenos na linha. Claro que, historicamente, as sanções económicas nunca conseguiram vergar ninguém, mas não deixa de ser curioso perceber que, 21 anos depois da queda do Muro de Berlim, ainda há quem acredite que pode recrutar aliados à força.

Guilherme Carmo Pacheco

A Monteiro da Costa sucedeu, na presidência do FC Porto, o Dr. Guilherme Carmo Pacheco.
Nota: Rodrigues Teles, em “A História do Futebol Clube do Porto”, alude à escolha do Tenente Júlio Garcez de Lencastre para a presidência da Direcção. Contudo a “Galeria de Presidentes”, do sítio do clube, não o menciona e, sucedendo a José Monteiro da Costa, consta o nome do Dr. Carmo Pacheco. Adoptámos o parecer oficial.
Guilherme do Carmo Pacheco foi o presidente do biénio 1911/12, vindo a ser nomeado, em 1913 o primeiro sócio honorário do FCP. Foi nesse ano que o Futebol Clube do Porto ganhou a sua primeira taça: "Taça União do Norte". À data o clube era presidido por Joaquim Pereira da Silva, que ordenou a transferência da sede da Rua da Rainha para o Campo da Constituição.
Noutra fonte, o blog fcporto.blogspot.com, descobri que no dia 2 de Novembro de 1917 José Guilherme do Carmo Pacheco, presidente do FC Porto entre 1911 e 1912, tornou-se o primeiro Sócio Honorário da nossa história.

Fontes:
http://bibo-porto-carago.blogspot.com
http://www.infopedia.pt/$futebol-clube-do-porto
http://fcporto.blogspot.com

20/09/10

Sapunaru e Ukra estão de regresso aos convocados

O FC Porto apresenta duas novidades na convocatória para o jogo com o Nacional, que acontece esta segunda-feira, na Madeira. Sapunaru e Ukra estão de regresso. O treinador André Villas Boas deixou de fora Castro.
A equipa treinou este domingo de manhã, no Estádio do Dragão. Mariano foi a única ausência. O voo para o Funchal está marcado para as 14h00, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro. A chegada está prevista para as 16h00.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Helton, Beto;
Defesas: Maicon, Alvaro, Fucile, Rolando, Otamendi, Sapunaru;
Médios: Belluschi, João Moutinho, Souza, Fernando, Ruben Micael;
Avançados: Hulk, Falcão, Varela, Cristian Rodríguez, Walter, Ukra.


Fonte: A Bola

03/06/10

André Villas-Boas novo treiandor dos Dragões


André Villas-Boas será apresentado amanhã (13h00 no Dragão) como novo treinador dos portistas, depois de ontem à noite ter assinado com o clube do Dragão um contrato válido por duas épocas. Horas antes havia rescindido com a Académica.
Está, definitivamente, aberta a porta de entrada no FC Porto para o mais jovem treinador da história do clube. O acordo com André Villas-Boas está fechado, o mais complicado foi negociar com a Académica a cláusula de rescisão de 500 mil euros, tendo o acordo sido alcançado algo abaixo desse valor. Os dragões terão acenado com alguns excedentários do plantel para baixar o valor da indemnização, situação semelhante à oferta feita ao Santa Clara para libertar Vítor Pereira para ser o número 2 da estrutura técnica.
Aos 32 anos, e depois de passagens pela selecção das Ilhas Virgens Britânicas e pela Académica, André Villas-Boas prepara-se para abraçar o primeiro grande desafio da sua carreira. O objectivo principal que Pinto da Costa lhe propôs passa pela conquista do título - perdido para o Benfica - e por uma boa carreira na Liga Europa, prova em que o clube vai participar pela primeira vez e que alguns jogadores do plantel portista já admitiram querer vencer.

Fonte: Jornal O Jogo

A Parvónia, Jornal deles

30/05/10

"Aprendiz e feiticeiro" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Nos últimos tempos, André Villas-Boas arranjou confusão com meio mundo. À conta do interesse do Sporting na sua contratação e por causa dos seus veementes desmentidos, já ouvi dizer que é arrogante, que tem a mania e que se comporta como quem tem o rei na barriga. Ora, nem de propósito, o último treinador que passou pelo FC Porto com o mesmo tipo de caracterização foi José Mourinho. Hoje, à distância, a arrogância de Mourinho já é uma qualidade para muitos dos que nunca lhe reconheceram tais atributos enquanto ganhava tudo o que havia para ganhar cá no burgo. Em contrapartida, André Villas-Boas ainda nem sequer é oficialmente treinador do FC Porto e já há quem lhe adivinhe terríveis defeitos de carácter onde há três meses só tinha qualidades. Os adeptos do FC Porto, entretanto, vão esperando que essa não seja a única semelhança entre o aprendiz e o feiticeiro.

14/05/10

Operação Taça de Portugal fecha este sábado

O FC Porto encerra a preparação do encontro da final da Taça de Portugal este sábado, no Olival. O ensaio final para a partida frente ao Chaves está marcado para às 10h00, à porta fechada.
Em relação ao treino desta sexta-feira, cumprido no mesmo local de amanhã, de referir apenas que Mariano, Varela e Rúben Micael permanecem em tratamento.
O desafio que assinala o fecho da época 2009/10 para os Dragões realiza-se já este domingo, às 17h00, no Estádio do Jamor.

Fonte: Site Oficial

13/05/10

"Boas impressões" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Alguém disse que não há uma segunda oportunidade para causar uma boa primeira impressão. Ora, durante demasiado tempo, Guarín foi vítima da primeira impressão que deixou nos adeptos portistas e na crítica em geral. Aliás, nem sequer foi ele o primeiro jogador do FC Porto a ser vítima do julgamento sumário que quase sempre é dispensado a quem não consegue comer a bola desde o primeiro minuto em que veste a camisola do clube. De resto, não faltam no plantel os exemplos de jogadores que precisaram de uma segunda oportunidade para se afirmarem definitivamente. Bruno Alves, Raul Meireles ou Fernando são tão indiscutíveis hoje como foram descartáveis durante os primeiros tempos na equipa principal. O facto é que nos últimos jogos, depois de ter garantido a titularidade e actuando numa posição onde se sente claramente mais confortável, Guarín fez por merecer uma segunda oportunidade, não para causar uma boa primeira impressão, mas para causar uma boa impressão definitiva.

Pedro Proença apita final da Taça

Pedro Proença, da AF Lisboa, é o árbitro nomeado para dirigir a Final da Taça de Portugal, que vai opor o FC Porto ao GD Chaves. A auxiliá-lo estarão os assistentes Tiago Trigo e Ricardo Santos e o quarto árbitro João Capela.
O encontro está agendado para o próximo domingo, 16 de Maio, às 17h00, e terá como palco o Estádio Nacional.

Guarín reintegrado sem limitações

O médio Guarín já treinou sem limitações na sessão de trabalho desta quinta-feira do FC Porto, que prossegue, no Olival, com a preparação do encontro da final da Taça de Portugal.
No boletim clínico constam agora os nomes de Mariano, Varela e Rúben Micael, trio que se mantém em tratamento.
No que diz respeito ao ensaio desta manhã, importa ainda referir que o guarda-redes Kadu, dos sub-17, voltou a marcar presença.
O plantel tem nova reunião agendada para amanhã, mais uma vez no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia. O apronto, a decorrer à porta fechada, está marcado para as 10h00 e é precedido (9h45) da superflash de antevisão da partida frente ao Chaves.

Fonte: Site Oficial

03/05/10

FC Porto 3 Benfica 1

Liga 2009/10, 29ª jornada
2 de Maio de 2010
Estádio do Dragão, no Porto
Assistência: 44.902 espectadores

Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria)
Assistentes: Bertino Miranda e José Cardinal
4º Árbitro: Cosme Machado

FC PORTO: Beto; Fucile, Rolando, Bruno Alves «cap» e Alvaro Pereira; Fernando, Belluschi, Raul Meireles e Guarín; Hulk e Farias
Substituições: Raul Meireles por Miguel Lopes (56m) e Farias por Rodríguez (61m) e Belluschi por Tomás Costa (90m)
Não utilizados: Nuno, Valeri, Maicon e Orlando Sá
Treinador: Jesualdo Ferreira

BENFICA: Quim; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Javi Garcia, Ramires, Carlos Martins e Di Maria; Saviola e Cardozo
Substituições: Javi Garcia por Aimar (62m), Saviola por Weldon (66m) e Carlos Martins por Kardec (82m)
Não utilizados: Moreira, Luís Filipe, César Peixoto e Miguel Vítor
Treinador: Jorge Jesus

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Bruno Alves (42m), Luisão (56m), Farias (58m), Belluschi (83m)
Disciplina: cartão amarelo a Di Maria (5m), Fucile (5m e 52m), Fábio Coentrão (13m), David Luiz (15m); Javi Garcia (41m), Raul Meireles (45m), Ramirez (78m) e Maxi Pereira (90m); cartão vermelho a Fucile (52m).

Fotos em: http://www.fcporto.pt/AdeptosFanzone/GaleriasFotos/Jogos/gal_fcpslb_030510.asp

Dia seguinte à vitória no Clássico




21/04/10

Rúben só para o ano


Acabou a época para Rúben Micael. O médio fracturou o quinto metatarsiano do pé direito durante o treino matinal de ontem e foi operado já ao início da noite pelo cirurgião Leandro Massada. A intervenção que decorreu sem problemas. Segue-se a habitual fase de recuperação que, pelo que se constata em casos similares - e há muitos no futebol -, deverá estender-se pelos próximos dois ou três meses. Dito de outra forma, Rúben Micael não joga mais esta temporada e viu ainda esfumar-se a possibilidade de integrar a convocatória de Carlos Queiroz para o Campeonato do Mundo, já depois de ter ouvido o seleccionador gabar-lhe as qualidades e considerá-lo como um dos jogadores "importantes para o futuro do futebol português". Rúben Micael sofreu uma fractura directa na sequência de um lance "normal" ocorrido durante o treino, sendo que, perante esta situação, o departamento clínico do FC Porto optou por realizar uma cirurgia no lugar de um tratamento conservador, uma opção igualmente utilizada em situações semelhantes. No entanto, com a cirurgia consegue-se uma maior rapidez de estabilidade nos treinos, uma vez que o objectivo passa, agora, por tentar recuperar totalmente o médio para o arranque da próxima pré-temporada.

in Jornal O Jogo

24/03/10

Rio Ave - Porto

O jogo das meias-finais da Taça de Portugal será às 20h15 no estádio dos Arcos. A equipa alinhará com Beto,  Miguel Lopes, Rolando, Bruno Alves, Álvaro Pereira, Fernando, Raúl Meireles, Ruben Micael, Belluschi, Farías e Falcao.

22/03/10

Três frutos secos no Algarve

Ressaca da derrota no Algarve por 3-0 para a Taça da Liga....

Preparação para as meias-finais da Taça de Portugal...

Será mais uma derrota?? É uma época muito fraca até ao momento, melhores dias virão... ou então não...

11/03/10

"Jogar xadrez com Nuno André Coelho" Crónica O Jogo de Hugo Sousa

Desconfio sempre das cartas que saltam da manga dos treinadores à última da hora, porque, mesmo que bem intencionadas, elas costumam atrelar a tentação de brilho em nome próprio, como num jogo de xadrez. Se calhar foi isso: em Inglaterra, de tanto insistir nas alterações, em seis das sete vezes que lá jogou, Jesualdo Ferreira talvez tenha tentado jogar xadrez. Mas, vamos lá ver se me faço entender: explicar esta goleada apenas com Nuno André Coelho, mesmo que este nunca tenha merecido confiança antes (e se calhar merecia), é redutor e simplista, porque houve um Fucile espantosamente desastrado, houve uma dupla de centrais inconsistente; não houve Meireles... e por aí fora, quase ninguém escapa. O que atraiçoa a opção de Jesualdo é que, já sem Fernando, teve jogos suficientes para trabalhar a alternativa Nuno André Coelho e nunca o fez. À falta de melhor explicação, e ele não deu nenhuma, guardou-a na manga, como escolha de génio à espera de um tabuleiro de extremos: era oito ou 80. E deu oito.

10/03/10

Arsenal 5 FC Porto 0

Goleada sofrida e adeus da Liga dos Campeões



Mais do que fazer análises e culpabilizar técnico, jogadores e dirigentes, o FC Porto atravessa infelizmente o fim de um ciclo.
Os últimos jogos são a prova disso mesmo e ontem a dizer a verdade só vi 15 minutos do jogo e desisti de ver o jogo.
Não porque não assumo as derrotas ou por falta de desportivismo mas simplesmente porque gosto de futebol e aquilo não parecia futebol.
Foi triste sim mas há que levantar a cabeça e começar a planear bem o próximo ano e para isso é indispensável conseguir o acesso à Liga dos Campeões... se não conseguirmos é mesmo uma época falhadíssima... ainda tem as tacinhas mas enfim...
Publico com a devida vénia a crónica de João Vieira Pinto no jornal OJogo que concordo inteiramente:

1-Falta experiência a Nuno André Coelho que acabou por ser uma vítima
A titularidade de Nuno André Coelho, a actuar na posição "6", foi a grande surpresa do jogo de ontem e é normal que seja um alvo fácil. Não se pode, no entanto, culpabilizar um só jogador num encontro em que se perde por 5-0. Nuno André Coelho fez o que pôde enquanto esteve em campo, que coincidiu com o pior período do FC Porto. O seu problema é faltar-lhe a experiência necessária para este tipo de jogos. O central adaptado a trinco foi vítima do enorme receio que o FC Porto demonstrou na primeira parte, com sucessivos erros na defesa e em que foi totalmente incapaz de reagir à forte pressão que o Arsenal exerceu na primeira meia hora.

2-FC Porto receou demasiado este jogo
Depois de uma primeira mão em que, além da vitória, o FC Porto jogara de igual para igual com a equipa inglesa, ninguém estaria à espera de uma transfiguração como a de ontem mas na época passada já tinha acontecido algo assim contra este Arsenal. O FC Porto receou demasiado este jogo, entrou muito recuado e demasiado longe da baliza contrária. E, ao não conseguir sair da pressão, estava sempre a sofrer! Das poucas vezes que se libertou, não conseguiu definir o passe, perdendo a bola. Na primeira parte, a única oportunidade foi a bola que Hulk ganhou na direita e depois cruzou para defesa de Almunia, o que é muito pouco.

3-Defender não era a solução
Os últimos resultados não ajudaram em termos de confiança e a equipa do FC Porto está a atravessar um momento muito frágil. Respeitou demasiado o adversário de ontem e não me parece que a melhor solução para uma eliminatória que se está a ganhar por 2-1 seja só defender! Nestes jogos é preciso coragem, personalidade da equipa e isso foram coisas que faltaram ao FC Porto. Tal como quando se ganha, também nas derrotas não vale a pena individualizar, pois a culpa é de todos - dos jogadores ao treinador. Até porque, à excepção de Helton, especialmente na primeira parte, todos estiveram ao mesmo nível. O Arsenal percebeu que o FC Porto entrou receoso e sem soluções ofensivas, ganhando confiança. Além disso, aproveitou bem as alas e o facto de os campeões nacionais terem os sectores muito distanciados, em especial o meio-campo e a defesa.

4-Faltou pressionar os centrais e levá-los a cometer erros
Os jogadores portistas queriam mas sentiam-se impotentes para reagir perante um Arsenal muito forte do meio-campo para a frente mas que tem na defesa - em particular nos centrais - o seu ponto fraco. Só que o FC Porto não conseguiu pressioná-los nem levá-los a cometer erros. Para isso era preciso subir no terreno, o que não sucedeu muito por culpa de Song e Diaby, que controlaram o jogo de princípio a fim e depois libertavam os companheiros da frente, casos de Nasri e Arshavin. Mas é essa fragilidade defensiva que faz com que, na Liga dos Campeões, falte sempre algo ao Arsenal. No caso do Campbell, por exemplo, defrontei-o algumas vezes e senti que é limitado se for pressionado e que em movimentos curtos de desmarcação é permeável. Coisas que o FC Porto não fez…

5-Com Rodríguez a equipa soltou-se
O FC Porto podia ter relançado o jogo caso a oportunidade de Falcao na segunda parte tivesse tido melhor destino em vez de ir à figura de Almunia. E se esta serviu para demonstrar alguma coisa foi que o receio é que impediu o FC Porto de ter feito um resultado melhor. A entrada de Rodríguez permitiu a Álvaro Pereira subir mais pelo corredor. Arriscando, o FC Porto soltou-se mais mas ao mesmo tempo permitiu que o jogo se partisse e que o Arsenal explorasse os flancos, o que fez de forma rápida e marcando golos! Nestes jogos, os erros pagam-se caro e o quarto golo é um bom exemplo - surgiu de um canto a favor do FC Porto e foi uma boa demonstração de um erro de posicionamento da equipa.

6-Jogo decidido pelo grande golo de Nasri depois de Helton ter adiado o mais possível

O momento decisivo foi o 3-0, não só por ter sido um grande golo do Nasri mas sobretudo por ter acabado com o jogo numa altura em que dava a sensação que o FC Porto poderia chegar ao golo e relançar a eliminatória. Depois de chegar ao 2-0, o Arsenal, obviamente, tentou segurar o jogo e fez aquilo que as boas equipas inglesas fazem muito bem: transições rapidíssimas que, sempre que o FC Porto subia um pouco no terreno, deixavam logo três ou quatro jogadores para trás. Além da qualidade técnica dos seus elementos, o Arsenal é uma equipa fria, personalizada e que cria muitas oportunidades de golo. Aliás, podia ter matado o jogo na primeira parte, não fosse Arshavin tão displicente e não estivesse Helton em grande. 

7-Jesualdo será o primeiro a intuir o fim do ciclo
O FC Porto tem feito uma época muito irregular e a irregularidade não dá títulos! Perdeu pontos que normalmente não perderia e os jogos com Olhanense e Sporting demonstram isso mesmo. Na Champions, ante equipas inglesas e o Arsenal em particular, não conseguiu ultrapassar os seus receios e o peso da história. A nível interno, tentará agora chegar ao segundo lugar, o que não está fácil, e vencer a Taça da Liga (seguramente uma prova que quer ganhar!) e a Taça de Portugal. Caso consiga, será pouco mas ainda assim um mal menor. Nesta altura é legítimo questionar se o ciclo de Jesualdo Ferreira estará a terminar. Penso que nem seria preciso este jogo com o Arsenal para se perceber que sim e que o primeiro a perceber isso será o treinador.

09/03/10

Arsenal - FC Porto

O Porto vai hoje a Londres jogar contra o Arsenal na 2ª mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões às 19h45 com transmissão na RTP 1 e na Sport tv 1. Para este jogo foram convocados os seguintes jogadores:
Guarda-redes: Helton e Nuno
Defesas: Fucile, Miguel Lopes, Alvaro Pereira, Rolando, Bruno Alves, Nuno André Coelho e Maicon
Médios: Ruben Micael, Tomás Costa, Guarín, Raul Meireles, e Belluschi
Avançados: Cristian Rodriguez, Falcao, Mariano, Hulk e Varela

Onze que o Dragão Madeirense arrisca:
Helton, Fucile, Rolando, Bruno Alves e Alvaro Pereira, Tomás Costa, Ruben Micael, Raul Meireles, Varela, Hulk e Falcão.

Força Porto, acreditamos em vocês... Os quartos (de final) estão à nossa espera...

08/03/10

"Um Steward em cada um de nós"



Iniciativa do Blog Bibo Porto, Carago. Para mais informações em:
http://bibo-porto-carago.blogspot.com

"Triângulo" Crónica O Jogo de Hugo Sousa

Conjugando o registo defensivo do FC Porto, que aparece detalhado aqui em baixo, com a ausência forçada de Fernando, que até coincidiu com o encaixe de cinco golos, faz sentido perguntar a Jesualdo Ferreira uma coisa muito simples: não seria melhor inverter o triângulo do meio? O desenho com apenas um vértice defensivo está moldado às características de Fernando, não havendo no plantel uma alternativa idêntica. Bem sei que as mudanças específicas que o treinador alinhavou nos últimos anos em território inglês não foram lá muito bem sucedidas, mas, pelo que se tem visto, e mantendo o 4x3x3 como matriz, recuar um pouco Meireles para a mesma linha de Tomás Costa, deixando Rúben como vértice de ataque, parece uma solução mais equilibrada para tapar a cratera que se abriu no meio. Jesualdo já tinha avisado que a posição 6 era a mais importante do seu esquema, mas as alternativas não convencem. Assim, retocar no meio seria uma hipótese, mas claro que, sendo em Inglaterra, é sempre de esperar tudo. E mais alguma coisa...

04/03/10

Varela estreou-se na selecção portuguesa

Nove internacionais do FC Porto estiveram em acção esta quarta-feira, nas selecções de Portugal (AA e sub-23), Uruguai e Suíça. Destaque para a estreia de Varela na principal selecção portuguesa: o avançado entrou aos 62 minutos do jogo frente à China (2-0), em Coimbra.
Nesse encontro de preparação para o Campeonato do Mundo de 2010 participaram ainda mais três futebolistas dos Dragões: Bruno Alves, Rolando e Raul Meireles foram titulares, sendo que os dois últimos alinharam durante os 90 minutos.
Nos sub-23, Miguel Lopes e Nuno André Coelho alinharam de início, contribuindo para a goleada (7-2) sobre o País de Gales, em desafio da segunda jornada do Internacional Challenge Trophy, disputado no Estádio Municipal de Fátima. 
Alvaro Pereira e Fucile foram titulares na vitória do Uruguai (3-1) no terreno da Suíça, sendo que o primeiro teve participação activa num dos tentos sul-americanos, ao cruzar para Diego Forlán. Ambas as selecções vão estar presentes no Mundial da África do Sul.
Por último, David Addy também fez parte do «onze» do Gana no jogo de preparação frente à Bósnia-Herzegovina, mas a sua equipa saiu derrotada por 2-1

26/02/10

"Nada ao acaso" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Esta jornada é decisiva para o FC Porto. Aliás, sem margem de erro na luta pelo título, todas as jornadas são decisivas para o FC Porto, mas esta será particularmente complicada. Como é que eu sei? Porque a Comissão de Arbitragem o tornou evidente ao nomear, para os dois jogos mais importantes da ronda - o Braga que me desculpe, mas é o único candidato ao título que joga em casa -, nada menos que João Ferreira e Lucílio Baptista. Ora, é evidente que tanto João Ferreira como Lucílio Baptista são dois homens em quem Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem, tem a mais completa e cega confiança. São os eleitos para as tarefas mais complicadas, as que exigem os homens certos no lugar certo. Foram eles os escolhidos para o clássico da Luz entre o Benfica e o FC Porto, onde ambos se revelaram decisivos durante e após o jogo. E é por serem dois homens em quem Vítor Pereira confia cegamente para os trabalhos mais exigentes que ambos vão estar em campo esta jornada. João Ferreira vai a Alvalade apitar o clássico onde o FC Porto joga uma parte significativa da temporada, Lucílio Baptista vai ao Leixões dirigir aquela que costuma ser uma deslocação complicada para o Benfica. É caso para dizer que Vítor Pereira, à semelhança de outros presidentes, de outras comissões, não deixa nada ao acaso...

24/02/10

Belluschi apto

Belluschi já treinou sem limitações no ensaio desta quarta-feira do FC Porto, que continua a preparar, no Olival, a visita ao Sporting, referente à 21ª jornada da Liga.
O Departamento Médico tem agora ao seu cuidado Farías, Orlando Sá e Fernando (o primeiro permanece em treino condicionado e os restantes em tratamento).
Os Dragões voltam a reunir-se amanhã, novamente no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia.
A sessão de trabalho está marcada para as 10h00 (aberta 15 minutos à comunicação social) e é precedida (9h45) da superflash de antevisão do desafio frente à equipa leonina.
O clássico tem lugar no Estádio de Alvalade, no próximo domingo, às 20h15.

"Falta de prática" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Jesus disse que o Benfica está cansado de ganhar. É normal. O facto é que nos últimos anos, os encarnados não têm tido hipótese de treinar muito isso de ganhar e estas coisas também exigem prática. No FC Porto, por exemplo, ninguém está cansado de ganhar. Claro que nos últimos quatro anos, o FC Porto ganhou quatro vezes o campeonato nacional, ganhou uma vez a Taça de Portugal, ganhou duas vezes a Supertaça e ainda ganhou o direito a disputar quatro vezes a Liga dos Campeões, garantindo em duas delas a presença entre as oito melhores equipas europeias. Lá está, o FC Porto treina isso de ganhar regularmente e assim se explica por que nunca se ouviu Jesualdo Ferreira, ele próprio tricampeão nacional, dizer que estava cansado de o fazer. Ora, se calhar, foi por estar cansado de ganhar que Jesus quis ter um fim-de-semana retemperador e torceu pelo Braga no jogo com o FC Porto. Por isso, ou por lhe incomodar mais uma equipa habituada a ganhar a seis pontos, do que com uma sem prática apenas a um.

03/02/10

FCPorto já está nas meias finais da Taça




Ontem à noite houve espectáculo do bom no Estádio do Dragão. Um autêntico banho de bola do FCP, pena é que na 2ª parte tenham controlado o jogo em vez de dilatar a vantagem.

Gostei da exibição de Ruben Micael, Belluschi, Falcao, Varela e Mariano surpreendeu imenso.

Um grande jogo do Porto, na minha opinião, foi o melhor jogo que vi do Porto em casa e em toda a época. Temos capacidades e confirmou-se que o comboio já saiu da estação mas nós se corrermos um pouco chegamos a tempo de revalidar o título nacional, a Taça de Portugal e quem sabe se não estreamos o nome na Taça da Bjeca.

29/01/10

Fernando vai à Madeira

Fernando está recuperado de lesão e é uma das opções de Jesualdo Ferreira para a visita ao Nacional (17ª jornada da Liga), agendada para este sábado, às 17h00, no Estádio da Madeira. Além do médio, regressam à convocatória Helton, Fucile, Varela e Rodríguez.
Em sentido inverso, saem Beto, Valeri, Prediger e os juniores Abdoulaye e Sérgio Oliveira.
O plantel finalizou a preparação do encontro frente à equipa da Choupana esta sexta-feira, no Estádio do Dragão, onde marcou presença Sérgio Oliveira, médio dos sub-19.
Com a reintegração de Fernando, Farías é agora o único elemento do plantel ao cuidado do Departamento Médico. O avançado mantém-se em tratamento.
A comitiva tem voo marcado para o Funchal ainda hoje, às 14h00 (chegada prevista às 15h50), com saída do Aeroporto Francisco Sá Carneiro.
Lista de convocados: Helton, Guarín, Belluschi, Falcao, Rodríguez, Mariano, Fucile, Rolando, Alvaro Pereira, Maicon, Varela, Nuno André Coelho, Tomás Costa, Miguel Lopes, Fernando, Ruben Micael, Orlando Sá e Nuno.


Fonte: Site Oficial

Kleber no FC Porto


Na sequência das negociações encetadas, a Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD vem comunicar, nos termos e para os efeitos do art. 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, ter finalmente chegado a um princípio de acordo com o Cruzeiro Esporte Clube, para a aquisição dos direitos de inscrição desportiva do jogador Kleber.
Este acordo prevê o pagamento de um montante de 5.500.000 € (cinco milhões e quinhentos mil euros) e inclui ainda a cedência, a título definitivo, dos direitos de inscrição desportiva, e 75% dos direitos económicos, do jogador profissional de futebol Ernesto Farias.
Mais se informa que a formalização final deste acordo está dependente da realização dos exames clínicos a que o atleta se irá submeter, com o consentimento do Cruzeiro, e da posterior assinatura de um contrato de trabalho do atleta com esta Sociedade.

O Conselho de Administração

Porto, 29 de Janeiro de 2010

Lucho, jogador do ano 2009


Lucho, "antiga glória" do FCP foi eleito como melhor jogador do ano e recebeu a Bola de Ouro, prémio atribuído por esse jornal com afinidades vermelhinhas. Prémio mais que merecido para alguém que tinha grande influência na equipa como ainda se pode notar nos últimos jogos. Presto a devida homenagem a este grande senhor que esteve no Dragão nos últimos anos.

26/01/10

Liga Intercalar amanhã no Olival

O FC Porto recebe o V. Guimarães esta quarta-feira, em desafio da 1ª jornada do Campeonato de Primavera da Liga Intercalar (Zona Norte). A partida, com entrada gratuita para sócios do clube e de colectividades de Vila Nova de Gaia, realiza-se no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, às 15h00.
O preço dos ingressos para o público em geral é de 2 euros, sendo que os mesmos podem ser adquiridos no próprio dia do encontro, na bilheteira do Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia (Olival), com abertura marcada para as 14h00.

Preparação para a Madeira

Cumprido um dia de folga, após ter assegurado a passagem às meias-finais da Taça da Liga, o FC Porto regressou ao trabalho esta terça-feira, no Olival, onde deu início à preparação do encontro da 17ª jornada do campeonato.
O ensaio ficou marcado pela presença de Sérgio Oliveira, médio dos sub-19, e pelas ausências de Beto, Fernando e Farías.
O guarda-redes apresenta uma síndrome gripal, enquanto o médio e o avançado continuam a desenvolver os respectivos programas de recuperação (treino condicionado para o primeiro e tratamento para o segundo).
Os Dragões voltam a reunir-se amanhã, às 10h00 (sessão aberta 15 minutos à comunicação social), novamente no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia.
Para esta quarta-feira está ainda marcada a superflash de antevisão do desafio contra o Nacional. A mesma terá lugar no Vitalis Park, na Constituição, às 18h30, aproveitando a visita de Falcao à escola de futebol Dragon Force, espaço de aprendizagem azul e branco.
O FC Porto desloca-se ao terreno da formação insular no próximo sábado. O jogo tem lugar no Estádio da Madeira, às 17h00.


Fonte: Site Oficial

Sorteios de Taças

O FC Porto vai receber o Sporting no próximo dia 3 de Fevereiro, no Estádio do Dragão, em partida dos quartos de final da Taça de Portugal. O sorteio realizou-se esta segunda-feira, na sede da Federação Portuguesa de Futebol.

O FC Porto vai receber a Académica no próximo dia 10 de Fevereiro, em partida das meias-finais da Taça da Liga. O sorteio realizou-se esta terça-feira, na sede da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.
Os Dragões terminaram no primeiro lugar do grupo A, com sete pontos, os mesmos da Académica, que conseguiu a melhor pontuação entre os segundos classificados. Depois do nulo em Coimbra, em encontro da fase de grupos, as duas formações voltam a defrontar-se para decidir quem avança para a final, que será realizada no Estádio do Algarve, a 20 de Março. Sporting e Benfica decidem entre si quem será o outro finalista.

Fonte: Site Oficial

25/01/10

Vídeo do Jogo: Estoril 0 Porto 2

Dragão nas meias-finais da Taça da Liga

O FC Porto garantiu este domingo o apuramento para as meias-finais da Taça da Liga 2009/10, depois de ter vencido no terreno do Estoril por 0-2, na última jornada do Grupo A da competição. Belluschi, numa grande execução de livre, e Orlando Sá, num movimento típico de ponta-de-lança, marcaram os golos do Dragão. A partida ao António Coimbra da Mota foi bastante interessante de seguir.
O FC Porto apresentou um onze com algumas alterações e estreou Rúben Micael, que procurou integrar-se rapidamente na mecânica atacante da equipa. Do lado do Estoril, tal como o seu treinador prometera, jogou uma equipa próxima da máxima força, que procurou contrariar os desenhos azuis e brancos e espreitar rápidos contra ataques.
A formação de Jesualdo Ferreira já merecia estar a vencer ao intervalo, fruto das oportunidades a dobrar de Rúben Micael e Mariano González, mas acabou por materializar o seu domínio pouco depois do reatamento, num livre exemplar cobrado por Belluschi, que fez a bola sobrevoar a barreira.
A superioridade do FC Porto era agora ainda mais evidente e, apesar de o relvado não consentir grandes requintes, pertenciam ao Dragão os melhores instantes colectivos e individuais. E para que não restassem dúvidas quanto ao vencedor, Orlando Sá fez questão de aumentar a vantagem, após arrancada poderosa e finta ao guarda-redes contrário.

FICHA DO JOGO

Taça da Liga 2009/10 (Grupo A, 3ª jornada)

Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril
Árbitro: João Capela (Lisboa)
Assistentes: Ricardo Santos e André Campos
4º árbitro: Hugo Miguel

ESTORIL: Leão; Marco Silva «cap.», Luiz Alberto, Jardel e Ismaily; Ângelo Varela e Erick; Lulinha, João Coimbra e Raphael; Rodrigo Hote
Substituições: Rodrigo Hote por Antchouet (54m), Erick por Bruno Matias (75m)
Não utilizados: Paulo Santos, Euzébio, Arthur, Tiago Conceição e Joãozinho
Treinador: Neca

FC PORTO: Nuno «cap.»; Miguel Lopes, Rolando, Maicon e Nuno André Coelho; Tomás Costa, Belluschi e Rúben Micael; Guarín, Orlando Sá e Mariano Gonzalez
Substituições: Guarín por Falcao (46m), Nuno André Coelho por Alvaro Pereira (46m) e Rúben Micael por Sérgio Oliveira (84m)
Não utilizados: Beto, Valeri, Prediger e Abdoulaye
Treinador: Jesualdo Ferreira

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Belluschi (53m) e Orlando Sá (77m)
Disciplina: Cartão amarelo a Marco Silva (24m), Erick (47m), Rúben Micael (49m) e Ângelo Varela (56m)

07/01/10

"Outro problema bicudo" Crónica O Jogo de Jorge Maia

Fernando é um problema. Os jogadores imprescindíveis são quase sempre um problema e quanto mais imprescindíveis maior o problema. Ora, o FC Porto não tem mais ninguém capaz de fazer o que Fernando faz e isso é um problema quando ele não está. Mais ninguém consegue preencher o espaço à frente dos centrais como Fernando, mais ninguém consegue a mesma eficácia na recuperação de bolas, mais ninguém consegue o mesmo rigor táctico e a mesma capacidade de antecipação que lhe permite compensar cada um dos companheiros da defesa enquanto serve de ponte para o ataque. Como o jogo com o Leixões demonstrou, Prediger está longe de ser uma solução para o problema que a ausência de Fernando representa, mesmo que seja injusto esperar mais do que aplicação e esforço do médio argentino que quase não foi utilizado desde que chegou ao Dragão. O que deixa Jesualdo Ferreira com mais um problema bicudo para resolver e sem uma solução evidente para lhe aplicar, forçado muito provavelmente a improvisar um trinco em Tomás Costa.